Como lidar com as avós no pós parto? - Ana Louro Saúde
497
post-template-default,single,single-post,postid-497,single-format-standard,bridge-core-2.5.6,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,qode-theme-ver-24.1,qode-theme-bridge,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.4.2,vc_responsive
Acompanhamento da Saúde da Mulher, Como lidar com as avós no pós parto

Como lidar com as avós no pós parto?

Como lidar com as avós no pós parto é uma questão que certamente várias pessoas já se colocaram.

As Avós também são Mães e nós filhas acabamos por nos esquecer disso muitas vezes!

Metemos o dedo em riste, dizemos que não pedimos opinião.

Dizemos que os filhos são nossos e não delas.

Dizemos que estão sempre a dar palpites e acabamos por as afastar, para que não nos fragilizem e questionem.

Como já tenho dito, nós podemos ser a geração da re-conexão com a nossa essência feminina e facilmente percebemos que as gerações das nossas mães e sogras, foram as gerações onde essa essência se perdeu…

Mães que viveram a gravidez com medo do desconhecido, sem fazer uma única ecografia.

Mães que pariram sozinhas e sem epidural, mas obrigadas a parir deitadas e a estar imóveis durante o trabalho de parto.

Mães que foram levadas a acreditar que o leite artificial era o melhor que podiam dar aos seus filhos.

Mães que lavaram as fraldas de pano no tanque e fizeram toda a lida da casa sozinhas.

Mães que viveram a maternidade sem o apoio de uma família distante, sem o apoio de outras mulheres.

Mães que não tiveram direito a licença de maternidade e horário de amamentação.

Mães vítimas de uma sociedade patriarcal e que agora não sabem agir perante as suas filhas cheias de voz!

Sejam gentis com as avós!

Deixem que os netos curem as mágoas da maternidade delas.

Respeitem a opinião delas e ouçam o que elas têm a dizer, marcando a vossa posição enquanto mãe claro! Mas também sabendo ceder.