Depressão pós parto e medicina chinesa - Ana Louro Saúde
500
post-template-default,single,single-post,postid-500,single-format-standard,bridge-core-2.5.6,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,qode-theme-ver-24.1,qode-theme-bridge,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.4.2,vc_responsive
Depressão Pós Parto

Depressão pós parto e medicina chinesa

A mulher tem uma base energética predominante Yin, sendo os meridianos de acupuntura Ren Mai e Chong Mai, de extrema importância ao longo da vida e dos ciclos reprodutivos da mulher.

Durante a gravidez é estabelecida uma relação parasitária entre o bebé e a mãe. Sim, eu sei que não é a visão mais bonita da gravidez!

Mas de facto e especialmente no último trimestre, a mulher sente a sua energia a esgotar-se rapidamente. Afinal a gravidez acarreta um estado de insuficiência cardíaca fisiológica.

Depois segue-se o parto, onde a mulher emprega todas as suas forças, onde há perdas significativas de sangue e saída da placenta.

O bebé nasce e a mãe mamífera amamenta, sendo que o leite materno é mais um componente yin do nosso organismo.

Para além disso, o yin recolhe ao interior do corpo e preenche os Meridianos, durante o sono noturno. Ora uma boa noite de sono é uma miragem para muitas mães de bebés pequenos.

É por tudo isto que para a medicina chinesa os Baby Blues e a Depressão Pós Parto, são um síndrome energético baseado no vazio da energia yin e do sangue.

Com uma abordagem terapêutica específica e diferente da abordagem de outros síndromes depressivos.

Na certeza porém que a melhor ajuda que uma mãe pode ter no pós parto é uma boa rede de apoio!

E também a fé de que com o tempo tudo melhora!