Entidade visceral e saúde mental - Ana Louro Saúde
488
post-template-default,single,single-post,postid-488,single-format-standard,bridge-core-2.5.6,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,qode-theme-ver-24.1,qode-theme-bridge,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.4.2,vc_responsive
entidade visceral

Relação entre entidade visceral e saúde mental?

Para a filosofia taoísta, base da medicina chinesa , o ser humano é composto por cinco movimentos: Madeira, Fogo, Terra, Metal e Água.

A cada um destes movimentos corresponde uma entidade visceral : Hun, Shen, Yi, Po e Zhi. O Movimento madeira integra ainda o conceito de Gan.

As entidades viscerais são as diferentes actividades mentais e emocionais relacionadas com os vários órgãos, que por sua vez estão associados aos cinco movimentos.

Não existe no vocabulário ocidental, termos correspondentes exatos para denominar as entidades viscerais , por isso são utilizados os termos chineses.

O Movimento Madeira, caracteriza-se pelo crescer da Energia Yang dentro do Yin.

É por isso um movimento crescente e caso predomine, vai-se refletir em sentimentos como a cólera , a impulsividade e a irritabilidade.

A entidade visceral que rege o Movimento Madeira é o Hun. Este equivale à energia do céu, é a chama que tem de ser contida.

Assim, uma pessoa onde o Hun domine:

  • Age antes de pensar;
  • É pouco flexível;
  • Tem uma visão unilateral das situações;
  • Fica preso aos acontecimentos e à sua versão dos mesmos;
  • É pouco tolerante e muito tenso; e
  • Tem dificuldade em ouvir os outros .

 

O Movimento Madeira é também o Movimento que tem o comando, que determina o momento final da escolha e o inicial da ação. Afinal este é o nascer da energia Yang .

Aqui surge o conceito de Gan . O Gan dá-nos a capacidade de tomar uma decisão e também de executar com lucidez e estratégia.

Seja esta a decisão de quebrar a timidez e começar uma conversa com um pessoa desconhecida, a decisão de mudar de emprego, a decisão de iniciar um novo plano alimentar ou de começar a fazer exercício físico.

É por assim dizer, a nossa gana de viver.

O Movimento Fogo é o extremo da Energia Yang . Uma energia que queima e dispersa, podendo mesmo perder a sua conexão com a matéria.

Este movimento vai-se refletir na alegria.

Para o pensamento oriental, a entidade visceral que representa o Movimento Fogo é o Shen.
Este equivale à base da vida, é a nossa alma! O Shen alberga por isso as outras quatro entidades viscerais (Hun, Yi, Po e Zhi).

O Shen é também um dos três tesouros da medicina chinesa , o que diz muito sobre a sua importância.

É da responsabilidade do Shen o discurso claro e eloquente, a inteligência, o bom senso e a intuição.

Deste modo, quando o Movimento Fogo não é moderado, podemos ter:

  • Hiperatividade;
  • Insónia;
  • Delírios;
  • Verborreia; e
  • Falta de pudor.

 

Por outro lado, quando não temos alegria de viver não temos vitalidade, nem vontade.

O Movimento Terra é o movimento do centro, a energia mais harmoniosa de todos os cinco movimentos. Este tem uma forte relação com a nossa energia nutritiva e tende a aglomerar se entrar em desequilíbrio.

A emoção associada ao Movimento Terra é a angústia , apesar de frequentemente se dizer ser o pensamento. Tudo certo, porque o excesso de pensamento causa angústia.

A entidade visceral que rege o Movimento Terra é o Yi, que é uma forma específica da mente de registar a realidade e de a transferir para a memória.

Faz por isso parte do processo de construção do pensamento, inclui a ideia e a intenção.

O Yi (juntamente com o Zhi) é uma característica específica que nos torna Humanos e que nos permite adaptar às condições externas da realidade.

Quando o Movimento Terra vê a sua energia afetada há:

  • Um pensamento constante que nunca resulta em ação;
  • Uma análise obsessiva de situações e conversas;
  • Um sofrer por antecipação;
  • Uma sensação opressão que não permite avançar/ concretizar;
  • Um bloqueio mental nos próprios pensamentos; e
  • Um viver permanentemente angustiado.

 

Cuidar dos nossos pensamentos é por isso essencial para a saúde mental.

Movimento Metal é o crescer da Energia Yin dentro do Yang . Este movimento está ligado com a nossa relação à matéria e ao mundo exterior. A entidade visceral que representa este movimento é o Po.

Esta é muito importante, por ser a entidade visceral que primeiro se manifesta! O Po está presente desde a concepção, mas nessa altura ainda é comum ao Po materno. Mais tarde no nascimento, ganha forma nos nossos instintos inatos.

À medida que a criança vai descobrindo o seu corpo e explorando o mundo exterior, o Po vai-se individualizando e é criada uma ligação única com o mundo. É também por tudo isto que a forma como a mãe vive a gravidez e o pós parto, tem uma forte influência na formação da personalidade.

O sentimento associado ao Movimento Metal é a tristeza e quando esta emoção predomina há:

  • Um esgotar da energia;
  • Uma sensação de que nenhuma ação é possível; e
  • Um sentimento de não haver mais nada, nenhuma solução e nenhuma outra emoção.

 

Por outro lado, um desequilíbrio do Movimento Metal, também pode levar a pessoa a atribuir um valor excessivo aos bens materiais.

O Movimento Água é o máximo da energia Yin , um energia que desce e desordena.

A entidade visceral do Movimento Água é o Zhi, esta é a base que alimenta as outras entidades viscerais, uma vez que está associada à nossa essência/Jing, um dos três tesouros da medicina chinesa.

Quando o Zhi está em equilíbrio há:

  • Estabilidade emocional;
  • Determinação;
  • Sensação de segurança; e
  • Memória prática que permite interagir com a realidade externa.

 

O Movimento Água vai-se refletir no medo!

Essa emoção tão poderosa que consegue apoderar-se de todas as outras emoções e dominar por completo o nosso Shen, a nossa alma!

É isso que acontece durante um ataque de pânico, o medo confunde e agita o nosso espírito de forma tão intensa que causa manifestações físicas.

A Acupuntura vai ajudar a equilibrar o Movimento Água e o Movimento Fogo, para que o Medo contenha o excesso de Alegria, sem a dominar.

Afinal quando há equilíbrio a água do rio flui até ao mar e as marés seguem os seus ciclos.

Para concluir, podemos então usar as emoções como um indicador do estado de equilíbrio que é a saúde.

Juntando esta análise à história da pessoa, aos seus antecedentes pessoais e às suas queixas atuais, é possível reconhecer desequilíbrios energéticos e definir tratamentos personalizados.

Com a acupuntura podes controlar a tua cólera (Madeira) para te conseguires conectar com a tua alma/intuição (Fogo) e equilibrares a tua angústia (Terra), a tua tristeza (Metal) e o teu medo (Água).

Desta forma, conseguirás ter força de vontade (Madeira) para encontrar o teu caminho e viver em harmonia!

 

Caminhos válidos há muitos, este é o meu! Vens comigo?

 

Saber mais sobre promoção da saúde mental com acupuntura.