Perda Gestacional - É urgente para no colo vazio - Ana Louro Saúde
503
post-template-default,single,single-post,postid-503,single-format-standard,bridge-core-2.5.6,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,qode-theme-ver-24.1,qode-theme-bridge,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.4.2,vc_responsive
perda gestacional

É urgente falar no colo vazio!

Felizmente cada vez mais se ouve falar na perda gestacional, no entanto este tema continua a ser um tabu que temos de quebrar!

É preciso falar na perda gestacional e ir mais longe, falar do Colo Vazio!

O colo vazio é das emoções mais dolorosas que uma família pode viver e porquê?

Porque quando se vive este luto de não ter nos braços um bebé que ainda não existe já somos pai e mãe, mas a sociedade ainda não nos vê desta forma!

A dor da família é minimizada e coberta de vergonha, há uma sensação implícita de falha e de não ser suficiente!

Seja em situações de infertilidade, de uma gravidez não evolutiva, de uma interrupção voluntária da gravidez ou de uma perda gestacional após o segundo trimestre, os pais são sempre levados a não falar do assunto e até a esconder a situação!

A família vai para casa, é obrigada a esconder a lágrimas e continuar a sua vida como se nada fosse, mas a sensação de vazio fica!

Fica no quarto vazio do bebé!

Fica na barriga vazia!

Fica no colo vazio!

Fica no silêncio que surge entre pai e mãe!

Fica no coração vazio!

O vazio fica e sufoca!

É urgente viver estas situações em comunidade, falar sobre as mesmas, mostrar que são muito comuns.

É urgente normalizar!

É na partilha destas situações e das emoções que nos causam, que conseguimos preencher o que é possível preencher deste vazio.

Uma mulher não se torna mãe apenas quando está a parir!

Um homem não se torna pai apenas quando vê o seu bebé acabado de nascer!

A família nasce nas conversas, nos sonhos, no planeamento e no amor que une o casal!

A família gira à volta do bebé, mas não é só o bebé!

Para ti que estás a viver algumas destas situações, tem uma certeza não estás só.